conecte-se conosco

Saúde Pública

Covid-19: Tangará da Serra e outros 12 municípios do MT sofrem agravamento da pandemia

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou ontem (segunda, 11) o Boletim Informativo n° 309 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra que 13 municípios estão classificados com risco “moderado” para o novo coronavírus. São eles: Cuiabá, Barra do Garças, Sinop, Várzea Grande, Cáceres, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Colíder, Juara, Nova Mutum, Tangará da Serra, Rondonópolis e Nova Canaã do Norte.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (12), as autoridades públicas de Tangará da Serra reiteraram o apelo pela conscientização no município. O prefeito Vander Masson (PSDB), a secretária municipal de Saúde Gicelly Zanatta e vereadores destacaram o agravamento do quadro da pandemia do novo coronavírus na cidade. “Nossos 13 leitos de UTI estão ocupados e estamos encaminhando pacientes para outras unidades do estado. Nossos índices aumentaram. Hoje, a prevenção é a nossa única medida. Precisamos evitar aglomerações, manter o distanciamento, manter o rigor na higienização”, alertou a secretária, em entrevista concedida ao repórter Kleber Leite e veiculada pela Rádio Tangará.

Secretária Gicelly Zanatta: “Prevenção é nossa única medida neste momento”.

O prefeito Vander Masson também reforçou a necessidade de conscientização dos munícipes. “É preciso que cada um saiba como está agindo nesta situação. É preciso pensar não só em si, mas também na família, nos colegas, nos amigos”, disse, também em entrevista à mesma emissora.

Leia mais:  COVID-19: MT passa MS em casos confirmados; País supera 12 mil infectados e chega a 553 óbitos

De acordo com o boletim da SES-MT dessa segunda-feira, Tangará da Serra soma 8.401 casos acumulados de infecção pelo novo coronavírus. Destes, 8.099 pacientes (96,4%) alcançaram a cura. Os casos ativos somam 187, com 42 internados em UTI e enfermaria. As vítimas fatais da Covid-19 em Tangará da Serra eram, até ontem, 114.

Outros

Outros 128 municípios estão na classificação “baixo”, indicada pela cor verde. O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

Leia mais:  ATUALIZAÇÃO: Coronavírus alcança 4.256 casos no Brasil, com 136 mortos; Três casos a mais no MT

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

publicidade

Saúde Pública

Covid-19: Decreto estadual estabelece novas medidas restritivas e de prevenção em Mato Grosso

Publicado

O Governo de Mato Grosso editou decreto com novas medidas para prevenção e avanço do contágio da covid-19 no estado, tendo em vista o aumento da média móvel de casos, internações hospitalares e óbitos.

As novas regras, assinadas pelo governador Mauro Mendes (foto), deverão ser publicadas ainda nesta terça-feira (19.01) no Diário Oficial do Estado.

De acordo com o decreto, pelos próximos 45 dias fica proibida a realização de eventos sociais, festas, shows, atividades em casas noturnas e confraternizações com mais de 100 pessoas em espaços privados ou públicos, “inclusive o uso de logradouros públicos, onde haja aglomeração e consumo de bebidas alcoólicas”.

Já os eventos corporativos (organizados por instituições públicas ou privadas) devem respeitar as regras sanitárias e distanciamento social previstas no Decreto 522, de 12 de junho de 2020, a exemplo do distanciamento mínimo de 1,5m e uso de máscaras.

Quanto às atividades em bares, restaurantes e congêneres, está permitida a realização desde que com o máximo de 50% da capacidade do local, “tendo como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5m (um metro e meio) entre as mesas/assentos”.

Leia mais:  Hospitais são notificados para sanitização; Tangará da Serra registra 145 casos confirmados de Covid-19

“Os prefeitos municipais deverão obrigatoriamente adotar as medidas estabelecidas neste Decreto ou outras mais restritivas, sob pena de responder pelas eventuais consequências de seus atos”, afirma trecho do decreto.

O documento autoriza as forças de Segurança do Estado de Mato Grosso a tomar todas as ações necessárias para fazer cumprir as novas medidas e, também, “possíveis normas municipais mais rígidas e/ou restritivas”.

Servidores

Ainda no decreto está previsto que, em casos excepcionais, poderá ser feito o regime de revezamento de trabalho aos servidores dos órgãos públicos estaduais (não se aplicando aos terceirizados).

O revezamento excepcional deve obedecer aos critérios de permanência mínima de dois terços do quantitativo de servidores em trabalho presencial, mediante escala de revezamento a ser estabelecida pela chefia imediata; e, também, a compatibilidade das atividades exercidas pelo servidor com o regime de teletrabalho, “ainda que estas sejam oriundas de unidade administrativa diversa daquela em que o servidor está lotado”.

“A autoridade máxima do órgão ou entidade estadual poderá promover ajustes quanto à aplicação das regras de revezamento presencial e teletrabalho, conforme suas respectivas necessidades, ou para fins de garantir a preservação do funcionamento dos serviços considerados essenciais e prioritários”, afirma o decreto.

Leia mais:  Com 1.449 notificações, Tangará da Serra figura entre os municípios com alto risco de dengue

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana