conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19 recrudesce e MT já registra seis casos de ômicron; Em Tangará, restrições à vista

Publicado

O aumento de casos confirmados de Covid-19 em todo o Mato Grosso recolocou o estado na realidade da pandemia. Segundo informações extraoficiais, seis casos da variante ômicron já foram registrados no estado neste início de ano.

Em Tangará da Serra, o recrudescimento da Covid-19 já preocupa as autoridades. Nas últimas 24 horas, mais de 30 casos foram notificados pela secretaria municipal de Saúde. Segundo a pasta, somente na última quarta-feira (05), 140 pessoas procuraram a UPA com suspeita de contaminação.

O município acumula 18.095 casos, sendo o sexto com maior número de infecções em Mato Grosso. Ao todo, são 80 casos ativos, sendo três pacientes internados (01 em enfermaria e 02 em UTI).

Restrições à vista

Vander Masson poderá anunciar restrições para conter novo avanço da Covid-19.

Na manhã desta sexta-feira (07), o prefeito Vander Masson (PSDB) concederá entrevista coletiva e deverá se pronunciar sobre a situação atual da pandemia. Não está descartada a publicação de um novo decreto com medidas restritivas, visando conter o avanço da doença no município.

Leia mais:  COVID-19: MT soma 302 casos confirmados; País passa dos 85 mil infectados e chega a 5.901 óbitos

Uma das preocupações é o retorno de tangaraenses gozando férias em outros estados. Um leitor do Enfoque Business informou que contraiu o vírus numa cidade litorânea de Santa Catarina e, junto com a esposa, se encontra em isolamento naquela localidade, aguardando melhoras para retornar.

Situação em MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de ontem (quinta, 06), 561.048 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.073 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.209 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 561.048 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 4.090 estão em isolamento domiciliar e 542.301 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 80 internações em UTIs públicas e 70 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 46,78% para UTIs adulto e em 15% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (114.830), Várzea Grande (42.068), Rondonópolis (38.677), Sinop (27.125), Sorriso (18.643), Tangará da Serra (18.095), Lucas do Rio Verde (15.820), Primavera do Leste (15.079), Cáceres (12.241) e Alta Floresta (11.585).

Leia mais:  COVID-19: MT avança 12% em casos de infecção. Ministro anuncia ações diferenciadas por região do país

(Redação EB, com informações de SES-MT)

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  Vacinas chegam para Tangará da Serra e região; Dois médicos receberam as primeiras doses

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana