conecte-se conosco


Cidades & Geral

Covid-19: Executivo oficializa novas flexibilizações; Eventos e esportes coletivos liberados

Publicado

A redução dos indicadores da pandemia da Covid-19 resultou em nova flexibilização já a partir desta quarta-feira (30), em Tangará da Serra. O anúncio foi realizado hoje pela manhã, pelo prefeito Vander Masson, após reunião do Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus.

Segundo o chefe do Executivo, as novas flexibilizações incluem a liberação de todas as atividades comerciais em seus horários normais, de segunda a domingo, além de eventos, casas de shows e festas e, também, esportes coletivos.

Vander: Redução dos indicadores permitiu nova flexibilização.

No caso dos eventos, fica imposta a restrição do limite de lotação máxima de 150 pessoas (incluindo organização, atendimento e prestadores de serviços), ou 30% da capacidade de lotação do ambiente. O público de até 150 pessoas vale para ambientes com capacidade superior de lotação. A realização dos eventos deverá ser comunicada à Vigilância Sanitária.

Em espaços de circulação pública, como praças, o acesso está liberado. Já os canteiros das avenidas seguem interditados.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, o decreto com a atualização das medidas restritivas será publicado ainda hoje, com entrada em vigor imediata.

Leia mais:  Com apoio da OAB-MT, entidades entrarão com ação coletiva para reverter decisão

publicidade

Cidades & Geral

Brasnorte: Ação na Justiça requer devolução de área e indenização de R$ 10 milhões da JBS

Publicado

O não cumprimento de um acordo entre uma indústria frigorífica e o município de Brasnorte (600 km de Cuiabá) está resultando numa batalha judicial. O município de Brasnorte entrou com uma ação contra a JBS para revogação de doação com pedido de reversão do imóvel.

O motivo seria o não cumprimento de atividade econômica de um frigorífico instalado pela empresa, que estaria operando com apenas 10% da capacidade, frustrando as expectativas do município de fomento à economia quando da doação da área.

Segundo o prefeito de Brasnorte, Edelo Marcelo Ferrari, a verdadeira intenção do pedido é que o frigorífico cumpra sua finalidade.

A ação inclui, ainda, multa de R$ 500 mil reais e R$ 10 milhões em indenizações por danos morais.

Segundo o prefeito de Brasnorte, Edelo Marcelo Ferrari (DEM), a verdadeira intenção do pedido é que o frigorífico cumpra sua finalidade, que é de realizar os abates previstos, gerar emprego e trazer renda para o município. “Nós também temos muito dinheiro investido naquela área, tendo em vista que o município fez toda a terraplanagem além da doação do terreno. Então, mais do que justo seria funcionar e isso não está acontecendo”, explica Ferrari.

Leia mais:  Da roça à mesa: Na Feira do Centro, a simplicidade e sabor das saudáveis e nutritivas ‘cucurbitas’

Desapontamento

Para o presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José dos Santos Silva, a classe produtora está muito desapontada com a subutilização da planta instalada no município e concorda com a ação imposta pela prefeitura para o cumprimento do TAC. “Hoje nós temos uma pecuária maior e mais forte, fartura de pasto – com a integração de agricultura e pecuária, temos mais de 400 mil cabeças de gado e condições para instalar grandes frigoríficos e confinamentos porque temos uma abundância de grãos dentro do nosso município. Então nós cobramos que haja a responsabilidade do frigorífico de cumprir com este compromisso que ele tem com nosso município ou então deixar a oportunidade para que outras empresas possam explorar o potencial que temos aqui em Brasnorte”, esclareceu Cleber.

(Fonte: Agronews; foto: prefeitura de Brasnorte)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana