conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: Com leitos de UTI quase lotados, município vê crescimento entre os casos suspeitos

Publicado

O Comitê Interinstitucional de Controle e Monitoramento ao Coronavírus divulgou na manhã desta quinta-feira (18) mais um boletim com os números da pandemia de Covid-19 em Tangará da Serra. (Veja o boletim, ao final da matéria)

Com classificação de ‘Risco Alto’ de contaminação, o município entra em estado de alerta. Os números preocupam, já que mostram a quase lotação das UTIs destinadas aos pacientes graves de Covid-19 no município. Entre os leitos da rede privada, a lotação é de 100%, enquanto os leitos da rede pública estão com um perigoso índice de 92,3% de ocupação. Entre os leitos de enfermaria, o índice de ocupação também preocupa: 78%.

Ao mesmo tempo, o município assiste a um aumento nos atendimentos de pacientes com suspeita da doença. A média diária destes atendimentos, que em fevereiro foi de 137, subiu para 176 nestes primeiros 18 dias de março. Ou seja, houve um aumento médio de 28,5% nos atendimentos de um mês para outro. (Veja gráfico dos atendimentos abaixo)

Leia mais:  Covid-19: Municípios do Eixo 163 e do Sudeste apresentam maior média de casos ativos no interior do estado

Os casos acumulados de infecção pelo novo coronavírus somam 10.494. Neste contexto, outras médias subiram em março em relação ao mês anterior. A média diária de casos novos subiu de 33 para 36, enquanto a média diária de casos ativos avançou de 84 pata 86. (Veja gráfico com casos ativos abaixo)

Os óbitos, que são 178 desde o início da pandemia, somam 17 somente neste mês de março.

Por outro lado, o índice de cura se mantém alto, com um índice de 97,3%.

Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de ontem (quarta, 17), 279.178 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.574 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.115 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 279.178 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.622 estão em isolamento domiciliar e 256.951 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 502 enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,31% para UTIs adulto e em 63% para enfermarias adulto.

Leia mais:  Covid-19: Quatro municípios têm incidências de infecção acima de 100 por grupos de 10 mil habitantes no estado

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (60.198), Rondonópolis (21.798), Várzea Grande (17.572), Sinop (14.017), Sorriso (10.992), Tangará da Serra (10.494), Lucas do Rio Verde (9.814), Primavera do Leste (8.327), Cáceres (6.131) e Nova Mutum (5.466).

(Veja boletim do município, abaixo)

publicidade

Saúde Pública

Tangará da Serra divulga 1ª lista de crianças de 5 a 11 anos para vacinação

Publicado

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra divulgou na tarde desta quinta-feira, dia 20/01, a 1ª Lista de Convocação de crianças com idade entre 05 e 11 anos, com comorbidade ou deficiência permanente, para receberem a vacina contra a COVID-19.

A vacinação ocorrerá entre as 8h e as 10h30 da manhã desta sexta-feira, dia 21/01, na Escola Especial Raio de Sol (APAE).

A secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, explica que nesta primeira etapa serão vacinadas as crianças atendidas pela APAE e outras 40 crianças cujos nomes estão na lista ao final do texto.

Documentos necessários

Para vacinar as crianças, os pais devem ficar atentos aos documentos necessários:
– Cartão de vacinação da criança;
– Comprovante da comorbidade (pode ser laudo, receituário, pedido médico de vacina);
– Documento de identificação da criança (pode ser a certidão de nascimento ou RG) ;
– CPF ou cartão SUS;
– Documento do adulto comprovando que é responsável legal pela criança.

Xepa

Leia mais:  Covid-19: Municípios do Eixo 163 e do Sudeste apresentam maior média de casos ativos no interior do estado

A Secretaria de Saúde também passará a adotar uma “xepa” para atender o máximo possível de crianças com a vacinação. “Caso haja alguma criança, que não está nesta lista, que tenha alguma comorbidade ou deficiência permanente e que possa ir na APAE das 8h às 10h30, mesmo que não tenha cadastro, que faremos uma xepa para atender essas crianças”, disse.

(Assessoria de Comunicação)

Veja a lista:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana