conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: A partir de segunda, sintomáticos devem procurar URA; Pandemia segue em declínio

Publicado

A partir da próxima segunda-feira (15), todos os pacientes com sintomas de Covid-19 em Tangará da Serra deverão buscar atendimento diretamente na URA (Unidade Respiratória Ambulatorial), no Hospital Municipal (foto), não mais nas unidades básicas de saúde ou UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Foi o que anunciou o próprio prefeito Vander Masson, em entrevista concedida à Rádio Serra FM, na manhã dessa quarta-feira (10).

De acordo com o prefeito, os índices da pandemia estão apresentando declínio desde meados de janeiro, o que justifica a medida. “Em janeiro tínhamos uma média de 500 atendimentos de pacientes com sintomas de Covid-19, mas este número caiu bastante nas últimas semanas”, considerou.

Segundo Dados da Secretaria Municipal de Saúde, até ontem os atendimentos de pacientes sintomáticos somavam 980 nas unidades de saúde, perfazendo uma média de 140 atendimentos diários, considerando apenas os dias úteis. Em janeiro, 6.885 pacientes com sintomas de Covid-19 procuraram atendimento, o que significou uma média diária de 328 atendimentos, também, considerando somente os dias úteis.

Leia mais:  Covid-19: Com risco moderado, três municípios da região figuram entre os 15 municípios com mais casos ativos no MT

Números

Segundo boletim divulgado pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus ontem (terça, 09), Tangará da Serra soma 9.568 casos acumulados desde o primeiro registro da doença no município, em 1º de abril do ano passado. Os curados somam 9.320, um índice de 97,4%. (Veja boletim ao final do texto)

Os casos ativos – um dos parâmetros de medida da gravidade da pandemia – somam 98, sendo 70 em isolamento domiciliar e 28 internados. A título de comparação, a média de casos ativos neste mês de fevereiro é de 83, enquanto janeiro fechou com média de 135.

Outro parâmetro consiste nos índices de ocupação de leitos, que são de 61,54% nas UTIs e 40% nas enfermarias. Estes índices chegaram, em janeiro, a 100% nas UTIs e acima de 70% nas enfermarias.

Os óbitos, por sua vez, perfazem uma média superior a 01 fatalidade diária em Tangará da Serra neste mês de fevereiro. No total, as mortes somam 150, com 10 fatalidades ocorrendo neste mês (1,1/dia), enquanto em janeiro, com um total de 38 ocorrências fatais, a média diária de perdas foi de 1,2.

Leia mais:  Covid-19: ALMT aprova aplicação de multas de até R$ 10 mil para quem infringir medidas restritivas

Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de ontem (terça, 09), 228.118 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.355 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 910 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 228.118 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.582 estão em isolamento domiciliar e 214.173 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 285 internações em UTIs públicas e 285 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,64% para UTIs adulto e em 33% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (48.614), Rondonópolis (16.270), Várzea Grande (14.672), Sinop (11.926), Sorriso (9.701), Tangará da Serra (9.568), Lucas do Rio Verde (8.807), Primavera do Leste (6.831), Cáceres (5.263) e Nova Mutum (4.757).

Veja, a seguir, boletim do município de Tangará da Serra.

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  Covid-19: Com risco moderado, três municípios da região figuram entre os 15 municípios com mais casos ativos no MT

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana