conecte-se conosco


Política & Políticos

Coordenador-geral de FPBio, senador Carlos Fávaro defende novo marco legal do setor

Publicado

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) tomou posse como coordenador-geral da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio), em evento realizado nesta semana em Brasília. Presidido pelo deputado federal Pedro Lupion (DEM-PR, foto acima com Fávaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas), o colegiado é composto por aproximadamente 200 parlamentares. Criado há 10 anos, o grupo tem como principal objetivo criar um ambiente dentro do Congresso Nacional favorável para a criação de políticas públicas voltadas ao setor.

Fávaro salientou a necessidade da criação de um novo marco legal para o setor, bem como a busca pelo aumento de produtividade das usinas, de grande importância para Mato Grosso. “Estamos entre os maiores produtores de biocombustível do país e isso gera também um importante movimento para a nossa agricultura. Por isso, aceitei esta tarefa e passarei a coordenar a Frente junto com o deputado Lupion”.

Em seu primeiro pronunciamento como presidente da FPBio, o deputado paranaense destacou que a Frente possui outra importante missão, a volta imediata do chamado B13, o uso de 13% de biodiesel na mistura com o diesel de petróleo. Nos últimos meses, o Governo Federal reduziu o teto de mistura para 10%, tirando uma parte dos ganhos do setor. “Esta é nossa prioridade zero, precisamos valorizar aqueles que carregam efetivamente nosso país nas costas”.

Leia mais:  Barra do Bugres: Prefeito enfrenta série de denúncias que já resultam em três CEI’s (VÍDEO)

Presente ao evento, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, lembrou a importância do setor e o potencial de crescimento existente no Brasil, por conta das características do país. “Precisamos avançar com segurança para que o programa fique maior e o Brasil é um dos poucos países do mundo que pode ter esta dimensão dos biocombustíveis. Com certeza, vamos fazer querosene de avião, diesel verde, porque o país tem este potencial”.

Os integrantes da FPBio devem iniciar, nos próximos dias, uma série de reuniões com ministros na busca da volta do B13.

publicidade

Política & Políticos

Em extraordinária, Câmara aprova desconto no IPTU; Criação de cargo sai da pauta

Publicado

Sete projetos de lei (PL) e dois projetos de lei complementar (PLC) foram aprovados em sessão extraordinária realizada nesta terça (18) pela Câmara Municipal de Tangará da Serra. Foi a primeira reunião extraordinária promovida em 2022 pelo Legislativo Municipal.

As matérias analisadas e aprovadas são todas de autoria do Executivo. Dos oito projetos de lei que integravam a pauta da extraordinária, um – 002/2022 – foi retirado a pedido do próprio Executivo. Entre os três PLCs, um deles – PLC 001/2022 – também foi retirado, também a pedido do Executivo Municipal.

Destaque

O destaque ficou por conta do Projeto de Lei nº 004/2022, que autoriza o chefe do Poder Executivo Municipal a conceder desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Tangará da Serra do exercício de 2022.

Através do PL 004, os vereadores autorizaram o Executivo a conceder desconto de 15% nos casos de pagamentos em cota única, à vista, até o dia 29 de abril próximo, além de formas de parcelamento.

Desconto e parcelamento

Os descontos e os parcelamentos são justificados pelo Executivo Municipal pela pandemia e a consequente crise econômica. Também, segundo o prefeito Vander Masson (PSDB), o objetivo é fomentar a arrecadação no município, em especial do IPTU.

Leia mais:  Wagner nega ‘mensalinho’ e fala em tentativa de Riva para se livrar de processos

O projeto prevê parcelamento em até nove vezes, dependendo do valor. No caso de tributo correspondente a apenas uma Unidade Fiscal Municipal – UFM (R$ 50,86), a parcela será única.

Lançamentos com valores iguais ou superiores a duas UFM’s e inferior a três, poderá ser parcelado em duas vezes, com primeira parcela para 29 de abril; e lançamentos de até R$ 508,60, em até três parcelas. Dos valores superiores a este, até o montante de R$ 3.560,20, o parcelamento poderá ser feito em até seis vezes. Acima de R$ 3.560,20 (70 UFMs), o contribuinte poderá parcelar em até nove vezes, sendo a última parcela até 30 de dezembro.

Ficam isentos do IPTU aposentados cuja renda familiar não supere o valor de R$ 2.542,65, que corresponde a cinco Unidade Padrão Municipal (UPM).

Retirados de pauta

Dois projetos retirados da pauta da extraordinária realizada nesta tarde, sendo um deles o PLC 001/2022, que revogaria a Lei Complementar nº 150 de 08 de dezembro de 2010. A pedido dos vereadores, a matéria foi retirada da pauta pelo Executivo para melhor análise.

Leia mais:  Barra do Bugres: Prefeito enfrenta série de denúncias que já resultam em três CEI’s (VÍDEO)

O projeto de lei 002/2022, que criaria o cargo de Superintendente Especial de Gabinete no organograma da prefeitura de Tangará da Serra, também foi retirado da pauta. O motivo foi a série de reações contrárias à matéria, principalmente nas redes sociais. Com as reações, o próprio Executivo optou por retirar o projeto de lei.

No teor do projeto, o Executivo justificou a criação do novo cargo para “em decorrência da necessidade de alteração da estrutura administrativa do Gabinete do prefeito, com a necessidade de atender a nova demanda de serviços públicos (…)”. O salário previsto para o cargo seria de R$ 6.633,88, acrescidos de R$ 2.321,86 a título de comissão de função de 35%, totalizando um vencimento mensal de R$ 8.955,74.

A retirada do projeto da pauta foi confirmada, pela manhã, pelo líder do Executivo na Câmara, vereador Professor Sebastian (PTB).

Abaixo, link com a relação dos projetos em pauta, incluindo os excluídos 01/2022 e 02/2022 (copiar e colar):

https://www.tangaradaserra.mt.leg.br/1a-extraordinaria-vereadores-votam-11-projetos-nesta-terca-18-primeira-reuniao-de-2022-1

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana