conecte-se conosco


Política & Políticos

Coordenador-geral de FPBio, senador Carlos Fávaro defende novo marco legal do setor

Publicado

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) tomou posse como coordenador-geral da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio), em evento realizado nesta semana em Brasília. Presidido pelo deputado federal Pedro Lupion (DEM-PR, foto acima com Fávaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas), o colegiado é composto por aproximadamente 200 parlamentares. Criado há 10 anos, o grupo tem como principal objetivo criar um ambiente dentro do Congresso Nacional favorável para a criação de políticas públicas voltadas ao setor.

Fávaro salientou a necessidade da criação de um novo marco legal para o setor, bem como a busca pelo aumento de produtividade das usinas, de grande importância para Mato Grosso. “Estamos entre os maiores produtores de biocombustível do país e isso gera também um importante movimento para a nossa agricultura. Por isso, aceitei esta tarefa e passarei a coordenar a Frente junto com o deputado Lupion”.

Em seu primeiro pronunciamento como presidente da FPBio, o deputado paranaense destacou que a Frente possui outra importante missão, a volta imediata do chamado B13, o uso de 13% de biodiesel na mistura com o diesel de petróleo. Nos últimos meses, o Governo Federal reduziu o teto de mistura para 10%, tirando uma parte dos ganhos do setor. “Esta é nossa prioridade zero, precisamos valorizar aqueles que carregam efetivamente nosso país nas costas”.

Presente ao evento, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, lembrou a importância do setor e o potencial de crescimento existente no Brasil, por conta das características do país. “Precisamos avançar com segurança para que o programa fique maior e o Brasil é um dos poucos países do mundo que pode ter esta dimensão dos biocombustíveis. Com certeza, vamos fazer querosene de avião, diesel verde, porque o país tem este potencial”.

Os integrantes da FPBio devem iniciar, nos próximos dias, uma série de reuniões com ministros na busca da volta do B13.

publicidade

Política & Políticos

Desde 2019, governo estadual soma R$ 235 milhões em investimentos em Tangará da Serra

Publicado

O Governo de Mato Grosso já repassou R$ 235 milhões para o município de Tangará da Serra (a 240 km de Cuiabá) desde o início da gestão, em 2019. Os valores foram aplicados para melhorias na educação e saúde, e investimentos em obras de infraestrutura, ações culturais e sociais, além da construção do Hospital Regional e de um centro de eventos e convenções.

Somente em infraestrutura são R$ 72 milhões empregados, dos quais R$ 21,3 milhões são destinados ao asfaltamento de 37,6 quilômetros de estrada da MT-240, no trecho que liga à MT-358, em Santo Afonso, e outros R$ 27,1 milhões são para o asfaltamento de 60 quilômetros da MT-339, que liga Tangará, Nova Olímpia e Barra do Bugres. Também são empregados R$ 6,2 milhões para manutenção de 80 quilômetros de estrada na MT-358 e MT-175.

A Secretaria de Infraestrutura e Logística também repassou R$ 8,8 milhões para compra de aduelas de concreto para substituição de pontes de madeira, e autorizou R$ 8,5 milhões para obras de engenharia no aeródromo de Tangará da Serra.

Nesta sexta-feira (27.06), o governador Mauro Mendes também autoriza outros R$ 10 milhões em convênios para a restauração do asfalto do Setor W.

Hospital Regional

Tangará da Serra também foi contemplada com o novo Hospital Regional, cuja ordem de serviço para início das obras será assinada pelo governador Mauro Mendes nesta semana.

Na área do futuro Hospital Regional, governador analisa a planta baixa da unidade hospitalar.

A unidade, orçada em R$ 107,9 milhões, terá 111 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade. Também contará com 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Além da unidade, a Secretaria de Estado de Saúde também entregou duas ambulâncias para atendimento de pacientes no município.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico ajuda a fomentar as atividades na cidade por meio do novo Centro de Eventos e Convenções. A unidade, que esteve com as obras paralisadas por mais de sete anos, tem uma área de 3,8 mil metros quadrados e pode receber até oito eventos simultâneos.

Educação e cultura

Para auxiliar no desenvolvimento da comunidade acadêmica, o Governo do Estado investe em melhorias nos espaços físicos de 16 unidades escolares, com a execução de reformas gerais, manutenções, entrega de equipamentos, aparelhos de ar condicionado e mobiliários, e construção de quadras poliesportivas.

Ainda, o governo autorizou repasses para compra de computadores e custeio da contratação de serviço de internet para os professores da rede estadual durante a pandemia da covid-19, quando as aulas foram realizadas de modo online. Juntos, os investimentos da Seduc somam mais de R$ 17,4 milhões.

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) também investiu mais de R$ 1 milhão no município de Tangará da Serra, por meio de repasses para ações culturais e de incentivo ao esporte, bem como para a reforma de uma quadra poliesportiva no Bairro Jardim Rio Preto.

Ações sociais

Além dos investimentos em infraestrutura, o Governo de Mato Grosso também aplicou mais de R$ 2 milhões para ações sociais no município, com o objetivo de dar garantias de segurança alimentar para a população mais vulnerável, sobretudo durante o período da pandemia.

Apenas em Tangará da Serra foram 1.030 famílias atendidas pelo programa de transferência de renda Ser Família Emergencial, que movimentou mais de R$ 1,5 milhão entre 2021 e 2022. Também foram distribuídas 4,8 mil cestas básicas, 3,5 mil cobertores e 233 filtros de barro.

O Estado também fez a entrega de 5.079 títulos urbanos, com regularização fundiária proporcionada pela MT Par, e, durante solenidade nesta sexta-feira, o governador Mauro Mendes autoriza a contrapartida de R$ 7,5 milhões para a construção de 500 apartamentos populares.

A agricultura familiar também foi fortalecida nesta gestão. Mais de R$ 1 milhão foi destinado para os pequenos produtores, por meio da entrega de uma patrulha mecanizada, uma motoniveladora, três tanques resfriadores e 90 caixas de abelha.

O Governo de Mato Grosso também liberou, por meio da agência de fomento Desenvolve MT, mais de R$ 593 mil em empréstimo para empresas locais, e investiu R$ 648 mil para a compra de uma viatura auto tanque para a 3ª Companhia Independente de Bombeiro Militar.

(Secom-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana