conecte-se conosco

Cidades & Geral

Comprometidos com safra, caminhoneiros descartam greve no MT; Movimento é fraco no país

Publicado

O compromisso assumido com o agronegócio, especialmente com a safra de milho, está fazendo os caminhoneiros descartarem a possibilidade de paralisação em Mato Grosso. A informação é do presidente da Associação dos Proprietários de Caminhões de Transporte de Tangará da Serra, Edgar Laurini.

Segundo Laurini, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), que representa 800 mil caminhoneiros autônomos, assim como os sindicatos, não orientou seus associados sobre a adesão ao protesto. Porém, a negativa de paralisação é justificada principalmente pela safra. “Não tem possibilidade. Temos uma safra de milho e nenhum caminhoneiro paralisaria aqui no Mato Grosso”, disse.

Motivação

Por outro lado, a categoria dos transportadores se mostra claramente contrariada com a atual conjuntura. A principal queixa é em relação à política de Preço de Paridade de Importação (PPI) da Petrobras, que regula o preço dos combustíveis de acordo com o mercado internacional.

Em 2018, quando houve a primeira grande paralisação dos caminhoneiros, o preço do diesel era na média nacional, de RS$ 2,93/litro – hoje varia por volta de RS$ 5,00/litro, em Tangará da Serra. Naquele ano, houve desabastecimento de mercados, redução na frota de ônibus e escassez de combustíveis em todo o País.

Leia mais:  Certame para adução de água do Sepotuba tem início com pregão para tubos e materiais hidráulicos

Movimento

O Ministério da Infraestrutura e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgaram comunicado no qual informam que, às 7h30 desta segunda-feira (26), todas as rodovias federais, concedidas ou sob administração do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), encontram-se com o livre fluxo de veículos.

Durante a madrugada e início da manhã, a PRF reportou ocorrências envolvendo aglomerações às margens de rodovias e algumas tentativas de retenção em seis Estados. Todas foram debeladas com a chegada de efetivos da Polícia Rodoviária Federal ou de autoridades locais. Segundo o governo, o volume de ocorrências é três vezes menor do que o registrado no mesmo período do dia 1º de fevereiro de 2021, data da última tentativa de mobilização.

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) é um dos organizadores da paralisação de caminhoneiros que estava programada para ontem (domingo, 25), justamente no Dia Nacional do Motorista.

A realização da greve, contudo, não é unanimidade entre os representantes dos transportadores rodoviários, a exemplo do que acontece em Mato Grosso. Entidades por todo o país, como a própria CNTA e a Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), decidiram não participar dos atos.

Leia mais:  Município estuda dois pontos extras de captação para enfrentamento à próxima estiagem

publicidade

Cidades & Geral

Dia de Feira: Frango orgânico é opção para alimentação rica, saudável e saborosa

Publicado

Entre as inúmeras opções para alimentação saudável e de sabor diferenciado, o frango orgânico – ou ‘caipira’ – da Feira do Produtor do Centro, em Tangará da Serra, é uma daquelas tradições que o tangaraense não abre mão quando se trata de levar à mesa uma refeição de qualidade. E hoje, quarta (22), é mais um dia de feira.

(Assista vídeo ao final da matéria)

Além do baixo teor de gordura, o frango orgânico auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, degenerativas e até câncer. Segundo especialistas em nutrição, a carne de frango caipira consiste numa proteína magra que aliada a uma alimentação equilibrada e saudável ajuda a reforçar o sistema imunológico.

O bichinho é criado à solta nas propriedades, ciscando no terreiro. Antes de ser abatida com idades de três a quatro meses, a ave é retida por vários dias em local cercado, recebendo mais milho e, em alguns casos, ração à base de soja.

“Quarta é dia de Feira, e o que não falta é o franguinho caipira oferecido por muitos dos nossos feirantes, inteiro ou em cortes. É um alimento rico. Esse franguinho tem alimentação natural e complemento com milho. Nada de química ou hormônios de crescimento”, observa o presidente da Associação dos Feirantes, Valdeci Ferraz Aquino.

Leia mais:  ATUALIZAÇÃO: Com 12 mandados, PF realiza ‘Operação Circumitus’ em Campo Novo e Cuiabá

Benefícios

Para o consumidor, a carne de frango caipira faz despencar o nível de substâncias tóxicas no organismo, aumentando a quantidade de vitaminas. Segundo especialistas em nutrição, o produto tem, em média, três vezes mais nutrientes minerais numa comparação com os alimentos convencionais.

Na Feira do Produtor do Centro, o franguinho caipira é encontrado com fartura nos boxes do Celso Machado (4-A, São José), da Salete (44-A, Vale do Sol I), da Sandra Rocha (71, Sítio Mina Azul, na MT-358 KM 14 – foto topo), do Zé Luiz (18-A, Vale do Sol I), do Welington (31-A, Córrego das Pedras), e de outros vários produtores que representam a agricultura familiar de Tangará da Serra.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana