conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Com parceria de Itaipu, obras da nova Ponte de Integração Brasil – Paraguai chegam a 50%

Publicado

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) avança nas obras de construção da Ponte Internacional Brasil – Paraguai (foto) que vai interligar as cidades de Foz do Iguaçu e Presidente Franco. Os serviços chegam à marca de 50% executados, após investimentos de R$ 115 milhões do Governo Federal, através de convênio firmado entre Itaipu Binacional e o Governo Estadual do Paraná. Construída simultaneamente nas margens do Rio Paraná em ambos os países, os trabalhos seguem em ritmo acelerado.

A Ponte da Integração será do tipo estaiada, com 760 metros de comprimento e vão livre de 470 metros, pista de rodagem com 3,7 metros de largura em cada sentido, além de 3 metros de acostamento e passeio de pedestres com 1,7 metro. Neste mês de março, na margem brasileira, boa parte dos serviços concentraram-se na concretagem da caixa de equilíbrio, com 22,7 x 25m, estrutura de contrapeso para sustentação do vão livre da ponte através dos estais. Já na margem paraguaia, os trabalhos tiveram ênfase na concretagem do mastro.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

Ainda no lado brasileiro, a nova ponte terá infraestrutura completa de fronteira com implantação de aduanas, órgãos de controle e fiscalização, além de acesso rodoviário, também em construção, que interligará a ponte à BR-277, passando por fora do Centro de Foz do Iguaçu, separando o tráfego rodoviário do local, gerando mais segurança e fluidez. O acesso é conhecido localmente como Via Perimetral e terá 15km de extensão em pista simples e seis interseções em desnível. Atualmente as obras de implantação do acesso seguem na fase de remoção vegetal e terraplenagem.

(Coordenação Geral de Comunicação Social – DNIT)

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

Publicado

O Governador Mauro Mendes visitou na última sexta-feira (24/06), as obras de pavimentação da rodovia MT-339. O chefe do Executivo estadual esteve no local acompanhado do prefeito Municipal de Tangará da Serra, Vander Masson, e grande comitiva composta por deputados, senadores, vereadores, empresários e lideranças da sociedade civil organizada.

Mendes gostou do que viu, com a obra avançando a passos largos com previsão de entrega no prazo contratado, sendo que ainda este ano, até dezembro, a pavimentação estará concluída até a localidade de Nova Fernandópolis, em Barra do Bugres, correspondendo à metade do trecho contratado de 122 quilômetros até entroncamento com a MT-170, localidade de Panorama, em Rio Branco, já na região Oeste do estado. As obras estão sob responsabilidade da Guaxe Construtora e Terraplanagem.

Na MT-339, Mendes gostou do que viu, com a obra avançando a passos largos com previsão de entrega no prazo contratado, em 2023.

Os produtores da região beneficiada – representados pela Associação de Produtores das Rodovias MT-480 e 339 – contribuem com 5% do valor dos custos de pavimentação.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

A pavimentação da rodovia avança e as máquinas já estão às margens de um dos mais importantes pontos turísticos do Estado de Mato Grosso, a “Casa de Rondon”, construída no início do século passado junto ao rio Sepotuba. A pavimentação já atende os produtores do Assentamento Antônio Conselheiro e promoveu uma valorização expressiva nas propriedades rurais, tanto da comunidade rural anteriormente citada, quanto das fazendas já existentes na região.

Segundo o superintendente da Associação de Produtores, Edilson Sampaio, o governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Padeiro, asseguraram que os aportes financeiros do estado seguirão de maneira pontual até a conclusão da obra, em dezembro de 2023. “O governo do estado nos dá esta segurança, de poder trabalhar com a garantia de que não faltará recursos para as obras que estão contratadas”, disse Sampaio.

Edilson, com Mendes e Padeiro: “O governo do estado nos dá esta segurança, de poder trabalhar com a garantia de que não faltará recursos”.

A MT-339 possuiu um traçado integrador, conectando os municípios de Rio Branco, Salto do Céu, Lambari do Oeste, Barra do Bugres, Nova Olímpia a Tangará da Serra. Estima-se que quando plenamente asfaltada, o tráfego aumente consideravelmente e todos os municípios venham usufruir do comércio e prestação de serviços que Tangará oferece. A pavimentação também proporcionará novas oportunidades de negócios à região, como a instalação de novas unidades de armazenagem de grãos, plantas industriais e empreendimentos comerciais.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

MT-240

MT-240: Pavimentação será concluída até dezembro desse ano.

Outra rodovia integradora que finalmente está sendo pavimentada é a MT 240, que liga Tangará da Serra ao município de Santo Afonso. A pavimentação é um sonho antigo dos dois municípios e atenderá, também, os moradores de Nova Marilândia, Arenápolis e Nortelândia. Os prefeitos destes municípios visitaram a obra na tarde da última sexta-feira, para onde se dirigiu também a comitiva do Governador Mauro Mendes.

Cinco quilômetros já estão pavimentados e o diretor-presidente da Guaxe, Márcio Aguiar, garante que pode fazer cinco quilômetros por mês, cumprindo assim o que foi planejado, que é entregar a pavimentação até Santo Afonso ainda neste ano.

(Redação EB – Com informações de Assessoria de imprensa)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana