conecte-se conosco


Cidades & Geral

Clima de deserto: Umidade do ar em nível crítico e amplitude térmica de 20°C intensificam estiagem

Publicado

Frio nas madrugadas, temperaturas altas durante o dia. Umidade relativa do ar em níveis críticos. Este é o atual quadro climático na região de Tangará da Serra e em praticamente todo o estado de Mato Grosso.

A massa de ar polar que adentrou ao continente ao final da semana anterior contribuiu decisivamente para estabelecer o clima de deserto.

Em Tangará da Serra, a semana iniciou fria e extremamente seca. Nesta quarta-feira, a umidade relativa do ar estará situada na crítica faixa entre 11% e 28%, num recorde negativo deste parâmetro meteorológico na região.

(*) Abaixo, previsão para esta quarta-feira (Clima Tempo)

Outra característica do atual quadro climático é a amplitude térmica, que em todo o estado supera os 20 graus celsius de diferença entre as temperaturas mínimas e máxima. Para se ter uma ideia, nesta quarta-feira a mínima chegou aos 10°C ao amanhecer, ao passo que a máxima prevista é de 32°C.

A tendência, segundo os principais sites de meteorologia, é de elevação gradual das temperaturas ao longo da semana. Até o próximo domingo, os termômetros deverão marcar mínima de 19°C e máxima de 35 graus celsius. A umidade relativa do ar segue crítica, com 15% nas horas mais quentes dos dias e até 43% à noite.

Leia mais:  Vereador teme por liberdade de expressão; Jornalistas e cidadão mostram temor em atos do STF

publicidade

Cidades & Geral

Centro de Eventos: Ajustes no projeto e divergência forçaram paralização; Obras prosseguem

Publicado

A paralisação verificada esta semana nas obras do Centro de Eventos, em Tangará da Serra, foram motivadas por ajustes no projeto e divergência funcional. Uma equipe de técnicos, com um engenheiro, esteve ontem na cidade para regularizar as duas situações e dar prosseguimento às obras.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Wellington Rondon, a equipe informou que a cobertura será toda pré-moldada, com fabricação das estruturas em Cuiabá. “Houve ajustes no projeto e começaram a fabricação”, disse o secretário, conforme as informações que recebeu.

Equipe da empreiteira responsável pelas obras avalia adequações no projeto do Centro de Eventos (Foto: SEDEC/SEADTUR).

Outro problema que forçou a paralisação temporária das obras – segundo informações repassadas pelo secretário de Indústria e Comércio do município, Silvio Sommavilla – diz respeito a divergências funcionais com um colaborador, que acabou sendo substituído pela empreiteira.

Obra

O Centro de Eventos de Tangará da Serra está sendo construído pelo Governo do Estado de Mato Grosso, através da SEDEC/SEADTUR, com recursos do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo (PRODESTUR), via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia mais:  Anel Viário recebe paliativo com solo-cimento; Trabalho é realizado em parceria com associação

Novela

Com projeto concebido e aprovado em 2012 e obras iniciadas em 2016, o Centro de Eventos de Tangará da Serra teve suas obras paralisadas por diversas vezes, seja por ineficiência e atrasos nos repasses do governo à empresa responsável, seja por problemas técnicos das empreiteiras.

Desta vez, a paralisação foi motivada por necessidade de ajustes no projeto, mas terão continuidade.

Estrutura

O Centro de Eventos representará uma nova fase para Tangará e região no turismo de negócios. Os grandes eventos voltados a qualquer setor (agropecuária, indústria, tecnologia, serviços, educação, meio ambiente, etc.) proporcionarão fluxos importantes de visitação aos pontos turísticos existentes no município.

Com uma área física projetada de 3,8 mil metros quadrados e capacidade para comportar até oito eventos simultâneos, o Centro de Eventos terá estrutura interna com ilhas de WC, cozinha, varanda de serviços, depósitos, dependência administrativa, área para carga e descarga e espaço para câmara fria. Haverá, também, uma área externa de 9 mil metros quadrados para eventos como o Carnaval e outros de grande porte. O estacionamento contará com cerca de 450 vagas.

Leia mais:  Covid-19: Executivo oficializa novas flexibilizações; Eventos e esportes coletivos liberados

A gestão do espaço e a captação de eventos deverá ser de responsabilidade um ‘convention bureau’, espécie de autarquia formada por representantes do trade turístico e do poder público.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana