conecte-se conosco


Cidades & Geral

Chuvas: Região pode receber volume acumulado superior a 150 mm até segunda-feira

Publicado

A reta final deste período chuvoso deverá trazer precipitações em volumes significativos para Tangará da Serra e região. Ao menos é o que preveem especialistas em meteorologia, que apontam como causa das chuvas a ocorrência de áreas de instabilidade.

Em Tangará da Serra, as chuvas abundantes verificadas neste primeiro trimestre do ano deverão seguir ao menos até o início da semana que vem. De hoje (quinta, 17) até a próxima segunda-feira (21), as previsões indicam chuvas com volumes somados que superam os 150 milímetros.

Segundo o site Clima Tempo, para sexta-feira (18) estão previstos 30 milímetros, enquanto que neste final de semana o volume das chuvas, somado sábado e domingo (imagem acima), deverá ficar entre 70 e 80 mm.

As chuvas seguem até segunda-feira (21), com 25 milímetros de volume estimado. As temperaturas não passam da máxima de 31°C, nem baixam da mínima de 20 graus celsius no período.

Região

Em Campo Novo do Parecis, a 150 quilômetros ao norte de Tangará da Serra, os volumes de chuva previstos deverão ser ainda maiores entre esta quinta e a próxima segunda-feira. No celeiro da produção, as precipitações acumuladas nestes próximos cinco dias deverão beirar os 170 milímetros, segundo o Clima Tempo. O destaque do período, em Campo Novo, será no sábado e no domingo, quando mais de 80 mm são esperados.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

Na planície abaixo da Serra de Tapirapuã, as chuvas tendem a ser menores. Em Barra do Bugres e na capital, Cuiabá, as chuvas acumuladas não deverão superar a somatória de 70 milímetros.

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana