conecte-se conosco


Cidades & Geral

Chuvas chegam a 50 mm em Tangará da Serra; Previsão é de pouco volume na semana

Publicado

A chuva dessa segunda-feira (11) em Tangará da Serra foi um alívio para o senegalesco calor que se abate sobre a cidade desde setembro. Além de aliviar o calor, a chuva também aplacou a poeira e reanimou a flora.

Na área urbana, as precipitações ocorreram em volumes médios de 20 milímetros, segundo relatos de moradores que possuem medidores pluviométricos em seus imóveis. No interior, porém, os volumes foram maiores, com ocorrências de 50 milímetros na região do alto Sepotuba, justamente numa zona de recarga do principal manancial da região.

Choveu, também, em Barra do Bugres, mas as precipitações foram fracas. Na capital, Cuiabá, houve chuva rápida em algumas áreas, mas na maioria da região metropolitana a expectativa de chuva se resumiu, apenas, em trovoadas.

Em meio à estiagem e o calor, região ainda espera por chuvas mais volumosas.

Especialistas em meteorologia indicam tendência de chuvas volumosas para outubro em Mato Grosso. A expectativa, no entanto, ainda não se confirmou, com o mês já completando sua primeira metade.

Leia mais:  IMEA: Cleiton Gauer assume superintendência em substituição a Daniel Latorraca

Semana

Para a região de Tangará da Serra, os sites especializados em meteorologia preveem chuvas ao menos até o próximo sábado, mas pouco volumosas, entre 5 e 17 milímetros.

O calor se mantém, com máximas podendo se aproximar dos 40 graus. A umidade relativa do ar melhora, ficando entre 29% nas horas mais quentes dos dias e 70% nas madrugadas. Não há previsão de temporais, que representam um grande temor em razão das altas temperaturas.

publicidade

Cidades & Geral

Porto Estrela: Assinada a ordem de serviço para construção de ponte sobre o Jauquara

Publicado

A ordem de serviço para as obras de uma ponte de concreto sobre o rio Jauquara, na comunidade Vão Grande, em Porto Estrela, foi assinada ontem (terça, 18) pelo prefeito Eugênio Pelachim (PSC – foto topo). As obras serão realizadas pela empresa CIBE Pré-Moldados, Concretos e Minerais, vencedora do certame licitatório realizado em dezembro do ano passado.

A construção da ponte será viabilizada através de convênio do governo de Mato Grosso, que repassou para a conta da prefeitura de Porto Estrela o valor de R$ 2.507.757,40. O município fará uma contrapartida de 51.178,77. No total, a obra custará R$ 2.558.936,17.

“Desde que assumi o meu primeiro mandato como prefeito de Porto Estrela, tenho trabalhado muito para resolver esse problema da Comunidade Vão Grande e hoje estamos vendo esse sonho se tornando uma realidade”, disse agradecendo a parceria do governador Mauro Mendes e do vice-governador Otaviano Pivetta.

Passarela sobre o rio foi rompida no início do mês, com fortes chuvas e a alta do nível das águas do Jauquara.

A ponte de concreto, que terá uma extensão de 71,1 metros e largura de 4,5 metros – proporcionará a ligação do município com as comunidades de Vaca Morta, Baixio e Vão Grande. “Nesta época de chuva, aquela comunidade sofre muito, pois o rio enche e a passarela não suporta o volume das águas e se rompe”, observou Pelachim, destacando que, com a ponte de concreto, o problema estará solucionado. “Sabemos da importância desta obra para a comunidade e estamos felizes em atender aquelas famílias”, completou.

Leia mais:  Terceira maior receita do município, IPTU tem inadimplência de 60%; Secretária sugere estudo

Eugênio Pelachim destacou, ainda, que a viabilização das obras da ponte sobre o rio Jauquara também tiveram a intermediação do deputado estadual Dilmar Dal Bosco e do senador Jaime Campos, ambos do DEM, além do apoio da Câmara Municipal, através da vereadora Sula (PSC).

(Com informações de Assessoria)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana