conecte-se conosco


Política & Políticos

ALMT cede pressão e retira de pauta projeto de lei que restringe atividades no Pantanal

Publicado

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso retirou de pauta, agora pela manhã, o Projeto de Lei 03/2022, que propõe alteração no Inciso “V” do Artigo 9º da lei estadual 8.830/2008, vedando o uso do solo na planície alagada do Pantanal. Conforme consta no protocolo, a autoria da propositura é “lideranças partidárias”.

Polêmica e digna de desconfiança, a matéria até contou com pareceres favoráveis das comissões internas do parlamento estadual, mas acabou sendo retirada de pauta para análise mais aprofundada, já que não houve consulta junto às comunidades pantaneiras, em especial os criadores de gado da região.

Entre os pareceres favoráveis à matéria está o da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Minerais (foto do topo), com assinaturas do seu presidente, deputado Carlos Avalone (PSDB), do vice-presidente, deputado Allan Kardec (PDT) e, também, do deputado Gilberto Cattani (PSL).

A retirada do PL 03 também foi forçada por pressões de entidades, em especial da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (FAMATO) e da Agenda Regional Oeste (ARO). A confirmação da retirada da matéria se deu, ainda na manhã desta quinta-feira (03), pelo deputado Carlos Avalone.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A própria comissão acabou reconhecendo a necessidade de uma discussão mais aprofundada do teor da matéria, já que o texto se mostrava confuso e indicava endurecimento de restrições a atividades – como a de pecuária extensiva dos criadores pantaneiros – e de outros empreendimentos sem que os devidos critérios estivessem claros e fundamentados.

publicidade

Política & Políticos

Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Publicado

O ex-governador Blairo Maggi esteve presente na assinatura da autorização do governo para as obras de pavimentação da MT-358, no trecho do Chapadão do Rio Verde, na última sexta-feira (13), na localidade de Itanorte.

O megaempresário conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, da Amaggi, tida como uma das maiores da América Latina e interagiu com autoridades que participaram no evento.

Além do governador Mauro Mendes (União), o lançamento da obra reuniu várias autoridades do estado que atuam na esfera federal, como os senadores Wellington Fagundes (PL) e Fábio Garcia (União), o deputado federal Neri Geller (PP), os deputados estaduais Dr. João (MDB), Sebastião Rezende (União) e Carlos Avalone (PSDB), além dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), e de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (União). Do mesmo evento também participaram o ex-senador Cidinho Santos e o também megaempresário do agronegócio, Eraí Maggi.

Maggi conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, tida como uma das maiores da América Latina.

Como anfitrião do evento – que foi realizado na vila Itanorte – Blairo Maggi foi chamado a fazer uso da palavra e enalteceu a conquista da pavimentação do trecho da 358 no Chapadão do Rio Verde pela mobilização dos produtores rurais da localidade e pela disposição do governo do Estado em relação à obra. “As estradas transformam”, disse.

O ex-governador participou da apresentação do projeto da pavimentação, em frente à Fazenda Estrela.

Maggi elogiou a gestão de Mauro Mendes à frente do governo e disse que o estado de Mato Grosso sempre esteve em boa situação econômico-financeira. “Nunca esteve quebrado, sempre esteve bem. Os problemas foram de gestão”, disse o ex-governador, numa clara referência ao desastroso mandato do emedebista Silval Barbosa e, também, à fraca gestão do tucano Pedro Taques.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A declaração de Maggi também foi uma resposta ao senador Fábio Garcia, que antes também elogiara Mendes com crítica indireta a gestões anteriores, que teriam deixado o estado, segundo ele, em má situação (quebrado).

Após elogiar Mendes, Blairo Maggi declarou apoio ao governador, indicando que estará ao seu lado pela reeleição. “O senhor está fazendo uma boa gestão, não faz mais porque não tem empreiteira disponível e não tem mais projetos… Tem meu apoio… Não tem outro executivo”, declarou.

Blairo Maggi e Mauro Mendes chegaram juntos ao evento, no mesmo jato que aterrissou no aeroporto de Itanorte. Além do governador e do ex-governador, estavam no mesmo voo o senador Fábio Garcia, o deputado federal Neri Geller (que deverá disputar a única vaga do Estado ao Senado neste pleito, frente ao senador Wellington Fagundes, que tentará a reeleição), o deputado estadual Sebastião Rezende e o ex-senador Cidinho Santos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana