conecte-se conosco


Cidades & Geral

ACITS reúne empresários e colaboradores em Palestra “Entendendo a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD”

Publicado

Com o objetivo de esclarecer os principais conceitos da Lei Geral de Proteção de Dados – (LGPD), e analisar os impactos e desafios causados por ela, a Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (ACITS), promoveu na noite da última terça-feira (24), a Palestra “Entendendo a LGPD”. O evento reuniu empresários e colaboradores tangaraenses de diversos segmentos, no auditório da ACITS.

A roda de conversa foi conduzida pelos membros da Assessoria Jurídica da ACITS, Dr. Luciano de Sales, Dr. Ayrton Freitas, Dr. Clésio Plates, juntamente com o TI Rodolfo Dias. Os especialistas puderam, durante a conversa, alertar os presentes sobre os ricos em não se cumprir a LGPD, como também, apresentaram soluções para que as empresas se adequem ao novo sistema.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), já está em vigor desde o dia 18 de agosto de 2020 e prevê sanções de 2% do faturamento da empresa ou até multas de R$ 50 milhões. “O evento é uma maneira de proteger e preparar o empresariado para que ele não venha sofrer problemas futuros com a nova Lei.” Afirma, o Presidente da ACITS, Junior Rocha.

Leia mais:  Feira do Centro oferece duas atrações típicas do Brasil e valiosas para a saúde e a culinária

A palestra foi realizada seguindo todas as medidas de biossegurança contra a pandemia do Covid-19, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social obrigatório. Além disso, os participantes puderam confirmar presença através de um QR-Code, disponível na entrada do auditório, evitando aglomerações.

As caixas de leite arrecadadas no evento, serão destinadas a uma instituição carente de Tangará da Serra.

Assessoria de Comunicação ACITS

publicidade

Cidades & Geral

Sinal 5G começará a funcionar em Brasília na quarta-feira; No MT, prazo é para setembro

Publicado

Brasília será a primeira capital do país a ter a rede 5G em funcionamento na telefonia móvel. Segundo o conselheiro e vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira, o sinal será liberado em Brasília nesta quarta-feira (6).

Em participação no evento Teletime Inc, em São Paulo, o grupo técnico da Anatel encarregado de avaliar a desocupação da faixa de 3,5 gigahertz (GHz) aprovou a ativação do sinal 5G na capital federal no fim da tarde de hoje (4). Segundo Moreira, as próximas capitais a terem a tecnologia liberada serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo, sem data prevista por enquanto.

Moreira preside o grupo da Anatel responsável pela liberação das frequências 3,5 GHz, por onde transitará o sinal da telefonia 5G. Atualmente, essa faixa ainda está ocupada por empresas de antena parabólica que operam com a tecnologia Banda C e estão atrasadas com a migração para outra frequência, chamada de Banda Ku.

Originalmente, o edital do leilão do 5G, realizado em novembro do ano passado, previa que todas as capitais deveriam ser atendidas pela telefonia 5G até 31 de julho. No entanto, problemas com a escassez de chips e com atrasos na produção e na importação de equipamentos eletrônicos relacionados à pandemia de covid-19 provocaram atrasos no cronograma.

Leia mais:  Feira do Centro oferece duas atrações típicas do Brasil e valiosas para a saúde e a culinária

O prazo para o funcionamento do 5G em todas as capitais passou para 29 de setembro. Segundo Moreira, o lançamento da rede 5G em Brasília servirá como teste, com a Anatel e as operadoras instalando filtros anti-interferência. Também está prevista a distribuição de decodificadores da Banda Ku à população de baixa renda que usa antenas parabólicas antigas que operam na Banda C.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana