conecte-se conosco


Cidades & Geral

Abastecimento de água preocupa em Tangará, mas diretor acredita em obras ainda em 2022

Publicado

Nas últimas duas sessões ordinárias da Câmara Municipal de Tangará da Serra ficou evidente a percepção os vereadores de que a transposição de água bruta do Sepotuba para tratamento e abastecimento da cidade ainda não ocorrerá este ano. Esta percepção embasou o temor de que a cidade sofra com novo desabastecimento de água neste período de estiagem.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Fábio brito (PSDB) demonstrou grande preocupação em relação ao assunto. “Ano passado todos nós enfrentamos esse problema de falta de água, mas nesse ano eu não vou aceitar”, declarou.

Fabão, sobre desabastecimento de água: “Nesse ano eu não vou aceitar”.

Além de Fabão, o vereador Ademir Anibale (MDB) disse estar preocupado e pediu ao diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Heliton Luiz de Oliveira, a apresentação de um cronograma de trabalhos. “Queremos esse posicionamento do Samae, para nos dar com mais certeza uma resolução disso”, declarou, na tribuna livre.

Anibale disse que a programação solicitada ao Samae tem por finalidade esclarecer quais os caminhos a serem seguidos pelo município para enfrentar o período de estiagem que já iniciou. “Do Sepotuba não virá água, então, qual é a alternativa? Precisamos saber da programação do Samae, se a água virá do Russo, se o Queima Pé será suficiente.”, questionou.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

Posicionamento

Heliton, diretor do Samae: “Saindo a LI começamos a obra, vamos assentar os tubos com equipe própria”.

O diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Heliton Luiz de Oliveira, acredita que a transposição de água bruta do Sepotuba para tratamento e abastecimento urbano seja viabilizada ainda este ano. “Creio que sim”, disse, em resposta a questionamento do EB.

Em contato com a redação, Heliton refutou a informação que circulou nas últimas sessões da Câmara de que não há projeto executivo para as obras da transposição e que a licença ambiental fora suspensa através de ação civil pública movida pelo Ministério Público. “A empresa contratada foi para adequação da captação e o projeto existe e está protocolado na SEMA-MT (Secretaria de Estado de Meio Ambiente) e também no MP. A licença prévia não foi revogada, já está protocolado na SEMA com as adequações. Está sob análise para liberação da LI (Licença de Instalação)”.

Entretanto, o diretor da autarquia reconhece que a entrega das obras ainda em 2022 depende destes trâmites, na própria SEMA-MT. “Saindo a LI começamos a obra, vamos assentar os tubos com equipe própria”, informou.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana