conecte-se conosco

Saúde Pública

COVID-19: Mais de 100 veículos – um deles de autoridade – já foram barrados no Trevo da Melancia, em Tangará da Serra

Publicado

Em tempos de pandemia, o que preocupa é a ignorância das pessoas. E a ignorância não parte dos mais humildes, e sim de pessoas esclarecidas, de alto patamar socioeconômico e até mesmo de algumas autoridades, como foi o caso de um vereador do município de Arenápolis.

Segundo informações levantadas pelo Enfoque Business por volta do meio-dia deste domingo junto à barreira sanitária montada no Trevo da Melancia – acesso ao perímetro urbano de Tangará da Serra pela Avenida Inácio Bittencourt e Anel Viário -, mais de 100 motoristas foram orientados a darem meia-volta com seus veículos para retornarem aos seus pontos de origem. Eles vinham de outros municípios sob alegações diversas, ignorando o protocolo de prevenção ao COVID-19 (coronavírus).

Querendo fazer compras, morador de Barra do Bugres argumenta para passar pela barreira sanitária.

Num dos casos, um homem vindo de Barra do Bugres insistia, de dentro de seu flamante Hyundai Creta e ostentando chamativas correntes e pulseiras de ouro, que precisava ir fazer compras num estabelecimento atacadista de Tangará da Serra. Foi devidamente orientado e teve de retornar, visivelmente contrariado com as autoridades sanitárias presentes no local.

Leia mais:  Johnson & Johnson anuncia potencial vacina para a Covid-19, com testes ainda este ano

Noutro caso, um homem que se apresentou como vereador do município de Arenápolis também tentava passar pela barreira sob argumentos ignorados. Também foi orientado a dar meia-volta, em evidente contrariedade.

É de se espantar a ignorância de alguns em tempos de pandemia, principalmente se os ignorantes forem pessoas de bom nível de esclarecimento e (pior ainda) se forem autoridades que, justamente pela condição de representantes de poderes constituídos, não podem alegar ignorância e muito menos questionar protocolos voltados à segurança e à saúde pública.

publicidade

Saúde Pública

Com 13,7 mil casos e 667 mortes, Brasil é o 14º país mais afetado pela COVID-19; MT registra 78 infectados

Publicado

O Ministério da Saúde contabilizou, nesta terça-feira (07), 667 mortes causadas pelo novo coronavírus. Os casos confirmados de Covid-19 em todo o país chegam a 13.717. Nas últimas 24 horas, foram notificados 1.661 novos casos (13,78% a mais), incluindo 114 mortes (20,61%) pela doença. Mais uma vez, o ministério não informou o número de pacientes curados.

(*) Ao final do texto, veja quadro completo com os números por estado

Há pessoas infectadas em todos os estados brasileiros. Só Tocantins não registrou nenhuma morte por Covid-19. São Paulo e Rio de Janeiro continuam com os maiores números de óbitos e casos confirmados. A taxa de letalidade da Covid-19 no Brasil é de 4,9%, abaixo da média mundial: 5,67%.

Em Mato Grosso, dados oficias revelam dois novos casos confirmados de COVID-19. O estado, que ontem tinha 76 casos, passa a ter 78, ainda com um único óbito.

Em Tangará da Serra, o quadro de infectados segue inalterado, com quatro casos confirmados. Entre os 76 casos já notificados, sete foram descartados, restando, portanto, 65 casos suspeitos. O município não possui pacientes internados com a COVID-19.

Leia mais:  Município avalia hoje quadro da pandemia e decide sobre comércio e quarentena

Quadro global

Com os novos números do coronavírus revelados no boletim do Ministério da Saúde desta terça-feira, o Brasil se configura no 14º país com mais casos de infecção pela COVID-19. Em número de mortes, o Brasil figura em 12º lugar. (Veja foto no cabeçalho da matéria)

A taxa de letalidade entre os infectados brasileiros – 4,9% – é a 8ª entre todos os países, enquanto a taxa de mortalidade por cada grupo de 100 mil habitantes – 0,3 – é a 16ª.

Os Estados Unidos é o país com maior número de casos no mundo (367,6 mil e 10,9 mil mortos), com taxa de letalidade de 3%. Em seguida, vem a Espanha, com 140,5 mil casos e 13,7 mil óbitos, numa taxa de letalidade de 9,8%.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana